Eles crescem e a gente surta!

PicMonkey Collage

Antes de ser mãe eu pensava que talvez a tarefa fosse difícil, talvez. Até eu me tornar de fato uma e descobrir que é muito pior, em todos os sentidos!

Quando eles são pequenininhos temos a ligeira impressão de que quando pelo menos passarem a dormir a noite toda tudo será mais fácil. De fato é, mas as outras mudanças que acontecem ao mesmo tempo são imensas. Eles crescem, aprendem um montão de coisas, convivem com outras pessoas, no parque, na escola, no condomínio, e começam a vivenciar novas experiências, descobrir novas cores e novos sabores, descobrem o que gostam e o que não gostam e começam a desafiar limites. O NOSSO LIMITE.

Os meninos cresceram e a nossa comunicação tem sido cada vez mais legal, eles me entendem e eu consigo entendê-los também mas muitas vezes eu não consigo corresponder ao que eles me pedem, não consigo sempre entender o que está por trás de um choro, de uma birra. Eu não me sinto preparada pra isso, não sei lidar com a agitação, a mal criação, as birras, eu simplesmente não sei. O que eu sei é que desse mal quase, se não todas nós mães, sofremos. A incapacidade de educa-los da melhor forma nos torna impotente e frustadas. É preciso PACIÊNCIA, e essa eu confesso que em alguns momentos me falta e muito. Aqueles 5 minutos de respirar pra não pirar parecem uma eternidade e eu não sou capaz de achar a solução num restaurante lotado com todos olhando pra mim com aquele ar de reprovação (não que eu me importe com isso) mas ainda assim incomoda e muito.

Eles estão cada vez mais inteligentes e cheios de vontades. Entramos na fase da formação de personalidade, e nesse turbilhão de sentimentos que nem sempre são expressados da melhor maneira, quem paga o pato somos nós. Queria eu saber a fórmula mágica da compreensão, aquela cheia de paciência, calma e tranquilidade. Infelizmente ainda não encontrei e sinceramente acho que ela não existe. Acho que as mães calmas, pacientes e compreensivas o tempo todo são seres mágicos a serem estudados. A maternidade é cheia de surpresas, boas e outras ruins, mas é capaz de nos ensinar tudo que é preciso pra viver melhor, pra nos transformar em algo novo, no melhor de nós mesmos.

Eu sei que outras fases difíceis virão e eu quero ser a mãe que está ali pra lidar, pra entender, compreender e amar. Todo tempo, a vida inteira.

 

Imagem: Vamoseducar.com.br

Comentários via Facebook:

Comentários via Blog:

Deixe uma resposta

Nome *
E-mail *
Site